Transmutação Mental: A Verdadeira Transmutação Hermética é uma Arte Mental

Transmutação Mental: A Verdadeira Transmutação Hermética é uma Arte Mental

Saudações, meus amigos,

Hoje vamos falar sobre um assunto muito interessante: transmutação mental, que é a Arte da Alquimia Mental. Este assunto é um dos mais queridos por quem estuda a Filosofia hermética. Também é um dos mais polêmicos, afinal, muitas pessoas até hoje acreditam que a Alquimia está apenas relacionada aos elementos e não a associam aos pensamentos, vibrações e emoções. Vamos lá desmistificar este assunto?

“A mente (tão bem como os metais e os elementos) pode ser transmutada de estado em estado, de grau em grau, de condição em condição, de pólo em pólo, de vibração em vibração. A verdadeira transmutação hermética é uma arte mental.” (O Caibalion)

Transmutação Mental no Caibalion

O capítulo III do Livro O Caibalion é aquele que trata do assunto que vamos falar neste texto. De acordo com o que podemos ver nele, os egípcios detinham muitos conhecimentos sobre astrologia, química e psicologia. No entanto, estavam longe de abordar esses assuntos como os modernos fazem agora (abordavam com maior profundidade).

Podemos dizer que “da astrologia nasceu a moderna astronomia; da alquimia nasceu a moderna química, da psicologia mística nasceu a moderna psicologia das coisas“. Apesar dos modernos acreditarem que possuem total exclusividade sobre essas ciências, enganam-se, pois os antigos já tratavam desses assuntos com propriedade. Inclusive, possuíam não só o “conhecimento externo”, mas o “conhecimento interno” também, algo que está em falta na maioria dos cientistas modernos.

A Filosofia Hermética trata da chamada química transcendente, ou, alquimia. E, entre os ramos secretos estudados pelo hermetismo, está a Transmutação Mental que, apesar de ser muito associada à transmutação dos metais — particularmente metais impuros em ouro —, o termo está realmente relacionado à mudança de estados, formas e condições mentais.

Transmutação Mental

Transmutar quer dizer mudar de uma natureza, forma ou substância, em outra; ou seja, transformar. Com base nisso, podemos deduzir que Transmutação Mental é, na verdade, a Arte da Química Mental, ou, como consta no Caibalion, uma espécie de Psicologia Mística Prática.

Interessante, não é mesmo!?

Agora, vamos entender porque a Transmutação Mental — ou Alquimia Mental — faz realmente sentido tomando como base o Princípio do Mentalismo. Na verdade, vocês vão ver que trata-se do que os antigos chamavam de Magia, e que eu pretendo abordar bastante neste blog também.

Princípio do Mentalismo e Transmutação Mental

Sabemos que um dos princípios herméticos, o primeiro deles na verdade, é o Mentalismo. De acordo com ele, o “TODO é Mente, o Universo é Mental“. Isso quer dizer que a Realidade Objetiva do Universo existe na Mente do Todo. (Se quiser conhecer melhor os princípios Herméticos e a Filosofia Hermética, temos um texto que vai ajudar: Filosofia Hermética e os Sete Princípios Herméticos).

Se tudo é Mental, ou seja, criações mentais na Mente do Todo;, a natureza das coisas é mental. Então, com base nisso, a Transmutação Mental é a “arte de mudar as condições do Universo, nas divisões de Matéria, Força e Mente”. (Vide o Caibalion).

E aí vem uma questão polêmica também: se tudo é mental, inclusive as condições materiais que conhecemos (observando do ponto de vista do Todo, claro), a arte da transmutação mental pode tornar o Mestre — ou alquimista — apto a operar tanto as condições materiais quanto mentais. No entanto, é preciso estar muito adiantado na arte da Alquimia Mental para obter grau necessário para tanto.

Não é de duvidar que existam estes Mestres. Mas, certamente estão longe do tumulto dos homens, afinal o verdadeiro Mestre não exibe em público seus poderes. Aos hermetistas e discípulos de “grau inferior” é possível operar facilmente no plano mental, desde que haja estudo e dedicação, como diz Franz Bardon.

Não somente os próprios estados mentais podem ser mudados ou transmutados pelos métodos herméticos; mas também os estados mentais dos outros podem ser“, tanto de forma consciente como inconsciente. Quando o estudante de alquimia conhece as leis e os princípios ele detém condições de operar mudando tanto as próprias emoções e condições mentais como de outras pessoas.

Transmutação Mental

Se observarmos bem, veremos que este conhecimento pode ser um grande poder, já que as emoções e nossos estados mentais influenciam tanto nossos dias, relações e decisões. Poder controlar e mudar nossos estados mentais nos dará realmente “um super poder” nos dias de hoje.

Conclusão:

Como vocês podem notar, alquimia não é apenas elemental. Inclusive, como a Profª Lúcia Helena Galvão disse em suas palestras sobre “O Caibalion“, é possível que os antigos alquimistas apenas estivessem  mascarando sua condição, afinal, naqueles tempos era aceitável a ideia de transformar metais em ouro, mas inadmissível operar com coisas que eram consideradas feitiço ou bruxaria. A Santa Inquisição estava lá para garantir que essas coisas fossem combatidas.

Como a própria Lúcia Helena fala nas suas palestras: a alquimia é, na verdade, o intento de transmutar o homem de chumbo no homem de ouro. Incrível, não é mesmo?

Saiba mais sobre Filosofia Hermética, transmutação mental e demais princípios do Hermetismo no Curso de Hermetismo. Mais informações, clique no banner abaixo:

Sobre o autor | Website

O que eu poderia dizer se não que sou uma estudiosa dos assuntos ocultos? Apaixonada pelo místico, pelo oculto e pelo que há além da materialidade, eu sigo estudando, buscando e tirando os véus que estavam cobrindo meus olhos. Quanto mais estudo, mas percebo que há muito o que aprender. Parafraseando o ilustre Sócrates, quanto mais estudo, mas percebo que nada sei. Espero que com minhas anotações neste blog, eu possa auxiliar quem quer que chegue por aqui.

Entre para nossa lista VIP e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!