Significado do Símbolo da Suástica

Você sabe qual o significado do símbolo da suástica? Veja neste artigo os vários significados deste símbolo em várias culturas!

Significado do Símbolo da Suástica

Infelizmente, o significado do símbolo da suástica foi muito difamado devido à sua associação com o regime nazista, quando era um ícone proeminente durante a era da Segunda Guerra Mundial. 

Sendo assim, o objetivo deste artigo é expor a suástica (também conhecida como svástica) em suas muitas formas e significados diferentes ao redor do mundo e ao longo da história.

Se você está interessado em conhecer este símbolo além do que o senso comum prega, continue esta leitura. Vai ser interessante descobrir o significado do símbolo da suástica!

O símbolo da suástica e seus significados

Várias culturas têm seus próprios termos para sua versão da suástica, cujo termo é uma palavra geral para símbolos de quatro ângulos. 

Na língua hindu, o termo suástica significa “bem-estar”. Este é o primeiro de muitos exemplos que demonstram este símbolo como o completo oposto das conotações negativas herdadas pela Alemanha nazista.

O significado do símbolo da suástica varia de acordo com a época e a cultura analisadas. A verdade é que ele é muito antigo e existe há mais de 3.000 anos.   

A suástica fez sua aparição ao longo dos tempos na China, Japão, Índia, Grécia, bem como nas culturas célticas e nativas americanas. Este símbolo também foi usado na alquimia e até no cristianismo.

Significado da suástica no hinduísmo e no budismo

Significado do símbolo da suástica – budismo e hinduísmo

Esta versão da suástica, também conhecida como sauvástica, não é apenas um símbolo religioso no hinduísmo e na cultura budista, mas também é considerada um símbolo da sorte. 

Diz-se que traz grande prosperidade e boa fortuna. O símbolo adorna estátuas, edifícios, tecidos e até é pintado em corpos para vários festivais. 

Além disso, a suástica é comumente usada em cerimônias. Por exemplo, este símbolo é fortemente caracterizado durante os casamentos com Ganesh, o deus elefante da sorte colocado no centro da cruz para garantir bênçãos sobre o casamento.

Os braços da sauvastika representam as direções e os ciclos da vida. Essas extensões dão uma sensação de movimento, que simboliza o movimento da vida humana para frente. 

Os quatro pontos representam os quatro conceitos de Karma: pensamento correto, palavras corretas, ações corretas e compreensão correta.

Significado do símbolo da suástica na Grécia

Significado do símbolo da suástica – Grécia Antiga

O símbolo mostrado acima é uma representação artística de uma tetrasselião, que é a versão grega da suástica. Este símbolo também é encontrado em outras regiões da antiga Europa. 

Nem sempre é na forma de cavalos, como mostrado acima. Às vezes, esta suástica ornamentada foi criada com braços, asas, cobras ou outras características da natureza.

Neste símbolo, o cavalo simboliza a carruagem do Titã grego Helios, que representava o sol. No mito, a grande carruagem de Helios era puxada por quatro cavalos: Pyrois, Aeos, Aethon e Phlegon. O círculo no centro é um símbolo do sol.

Símbolo da suástica como uma runa sueca

Suástica nórdica
Significado do símbolo da suástica – runa nórdica

O significado da suástica é uma versão sueca do antigo sistema de runas e trata dos caminhos percorridos na vida após a morte. 

Era um símbolo comumente encontrado em túmulos escandinavos. Observe todas as linhas que se conectam e se cruzam. Isso é um símbolo da natureza infinita da vida – mesmo na vida após a morte.  

A cruz central é conhecida por simbolizar o útero. Na crença nórdica, a transição do físico para o não físico tem a ver com o retorno à fonte da vida – o útero da mãe. 

Em essência, essa runa nórdica representa uma jornada pela vida após a morte com o objetivo de retornar à mãe terra (ou ao mar da mãe em alguns relatos).

Suástica na tradição nativa americana

Símbolo da suástica
Significado do símbolo da suástica – nativo americano

Este símbolo pode ser visto esculpido em várias estruturas de pedra no Novo México e no Arizona. Foi daí que os Hopi vieram e acreditavam que o significado do símbolo da suástica lidava com a origem e o destino final de seus clãs. 

A cruz central é um símbolo de TuwanasaviI, este é o centro do mundo. Também é considerado o centro da alma Hopi.

A lenda afirma que os primeiros clãs Hopi estavam no centro do mundo e centrados em suas almas. Com a ajuda do Espírito, os quatro clãs foram guiados em uma determinada direção: Norte, Sul, Leste, Oeste. 

Depois de viajar para fora (da cruz central) tanto física quanto espiritualmente, cada clã virou à esquerda, o que é um símbolo de voltar-se para a terra. Outros clãs foram orientados a virar à direita, o que era uma migração em direção ao sol.

Símbolo da suástica de uma perspectiva pagã

Significado do símbolo da suástica – pagão

Esta versão da suástica começou como um símbolo da roda do sol pagão. Ele representa o movimento das quatro estações. Cada um dos quatro braços do símbolo também simboliza os quatro elementos: Fogo, Terra, Ar e Água. 

Os pagãos atribuíram energia espiritual a todas as coisas da Natureza. Cada braço deste símbolo representa a energia (e personalidade) dos quatro espíritos elementais que são: Salamandra (fogo), Gnomo (terra), Silfos (ar) e Ondinas (água).

Mais tarde, o símbolo foi adotado pelos cristãos. No início, ser cristão não era a escolha mais popular. Houve muita controvérsia sobre a nova religião. 

Os primeiros cristãos usavam esse símbolo como um sinal para outros cristãos de que estavam entre outros cristãos. 

Este símbolo também é chamado de crux dissimulata (que significa cruz dissimular) porque disfarçou a cruz cristã e ajudou os crentes a evitar a perseguição.

símbolo da suástica – Cruz de Brigid

Significado do símbolo da suástica – versão celta

Na mitologia celta, este era um símbolo de Brigid, uma das deusas entre as poderosas Tuatha Dé Danann. Foram quatro clãs que foram guiados para a Irlanda para começar uma nova vida. 

Como uma deusa poderosa de um desses clãs, Brigid foi celebrada durante a época de Imbolc, e este é seu símbolo feito de junco e apresentado em um festival que marca novos começos e a primavera.

A cruz de Brigid, também conhecida como roda do sol, era normalmente tecida com palha ou junco. Uma vez feitos durante o Imbolc, esses enfeites costumavam ser pendurados em casa como um símbolo de proteção. 

Cada um dos braços da cruz de Brigid representa  os quatro clãs celtas dos Tuatha Dé Danann, governados por divindades individuais que eram: Lugh, Fal, Nuada e Dagda.

Significado das direções da suástica

Símbolo da suástica – significado das direções

Em muitas culturas, existe um amplo consenso quanto à representação direcional da suástica. Se o símbolo estiver girando no sentido horário (direita), isso é um símbolo de abertura para a energia solar. 

Por outro lado, se girar no sentido anti-horário (esquerda), isso permite uma abertura para a energia da lua. Este é um conceito antigo que tenta definir a polaridade universal. Um guia para a quebra do significado simbólico da direção da suástica é o seguinte:

No sentido horário = a energia do Sol é um símbolo de: Masculinidade, Assertividade, Paixão, Verdade.  

No sentido anti-horário = a energia da Lua é o oposto, simbólica de: Feminilidade, Restrição, Calma, Mistério.

Suástica da Alemanha nazista

Então, por que Hitler adotou a suástica como o símbolo abrangente de seu movimento militar e da chamada “limpeza” da sociedade? 

Hitler, seu nefasto companheiro Himmler e uma série de cientistas malucos, estavam convencidos de que o símbolo se originou de uma raça antiga e poderosa da terra de Atlântida.

Por meio de uma série de teorias embaraçosamente estúpidas, a elite nazista inventou uma história (totalmente não científica e improvável) que concluiu que Atlântida possuía uma raça ariana superior de sangue puro e um meteorito destruiu sua terra. 

Tendo que fugir da Atlântida, esses chamados arianos migraram para o que hoje é conhecido como Alemanha. Hitler e seus cientistas charlatães começaram a descobrir artefatos na área considerada ocupada por atlantes-arianos e começaram a associar marcações em petróglifos encontrados naquela área. 

Uma dessas marcas (meio, sorta) parecia a suástica que associamos ao regime nazista alemão. Himmler e seus capangas pegaram aquele elo fino, torceram-no a tal ponto que viajaram pelo mundo para conectar o símbolo com a raça ariana, que eles acreditavam ser seus ancestrais de uma linhagem pura germânica.

Eles procuraram por linhagens arianas (deduzidas por olhos azuis e cabelos loiros, realmente científicos, hein?) Em residentes do México, África e Tibete. 

Eles chegaram ao ponto de afirmar que o Buda era de ascendência ariana e, portanto, deveria ser favorável à limpeza de todas as raças que não eram de ascendência ariana-germânica.

Desde então, a ciência provou que Hitler e seus comparsas basicamente fabricaram tudo para apoiar e justificar a aniquilação de milhões de pessoas, incluindo o quase genocídio dos judeus. 

Esta é uma exibição indesculpável e vergonhosa de como suposições, fabricações e ignorância podem levar à devastação total.

Conclusão

Espero que tenham gostado deste artigo sobre os vários significados da suástica. O grande objetivo deste post era lançar uma nova luz sobre este símbolo. 

Acho que também ensina uma lição simbólica de que só porque um símbolo ganhou má reputação (como a suástica alemã nazista), isso não significa que o símbolo sempre representou um conceito difamado. 

Segmentos de populações vêm se adaptando e mudando o significado de símbolos preexistentes há eras. Além do mais, sabemos que um símbolo quase nunca tem um único significado.

Não deixe que isso seja o fim de sua pesquisa sobre o significado dos símbolos da suástica. Na verdade, esta é apenas a ponta do iceberg. Existem muito mais versões desses símbolos e, com cada versão, existem diferentes significados.

Se você gostou deste artigo, pode gostar dos links relacionados listados abaixo. Continue seus estudos e jamais acredite apenas em uma versão da história.

Sobre o autor | Website

À medida que realizo meus estudos alquímicos e que busco praticar os ensinamentos da Grande Arte, trago para este espaço informações e dicas para todos aqueles que, assim como eu, enxergam a Alquimia como possibilidade de transformação e evolução.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!