Acompanhe nossas atualizações!

Acompanhe nossas atualizações!

Inscreva-se na nossa lista VIP e seja informado sobre novos artigos!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Quanto de verdade você é capaz de suportar?

Quanto de verdade você é capaz de suportar?

Quanto de verdade você é capaz de suportar?

Essa é uma pergunta que sempre nos chamou atenção. O Hélio Couto sempre fala. Muitas pessoas o criticam porque consideram suas palestras muito radicais, duras.

No entanto, a única coisa que eu vejo e que incomoda essas pessoas é o seguinte: a verdade como ela é. Falamos isso para quem está no caminho buscando os conhecimentos que o Hélio passa.

Ninguém é obrigado a concordar com ele, claro. Mas muitas vezes o que acontece é que as pessoas só não continuam assistindo às suas palestras e lendo seus livros porque não conseguem lidar com a abordagem dele.

E que abordagem é essa?

Sincera. Sem meias palavras. O Hélio mostra o preto no branco. E, muitas pessoas não dão conta de ver alguém colocando a realidade como ela realmente é, sem filtros.

Por isso a expressão: quanto de verdade você é capaz de suportar?

É com base na sua resposta que você saberá até onde pode ir e que caminho trilhar. Particularmente, gostamos muito do método do Hélio. Mas, você é livre para procurar outras abordagens.

O importante é saber até que ponto o “não suportar a verdade” pode fazer você desistir. Pode fazer com que seja paralisado pelo medo.

Pode também fazer com que você invente desculpas e mais desculpas para continuar na zona de conforto… Enfim, que o fato da abordagem de determinada pessoa não se transforme em motivo para simplesmente estacionar.

O que acontece hoje em dia — em que estamos em pleno processo de transição planetária — é que o tempo urge. Para quem não sabe, estamos caminhando para uma Terra de Regeneração — ou como os seres de luz dizem: a Nova Terra.

Nessa nova realidade não será mais aceito esse cenário em que estamos. A zona de conforto que permaneceu por milênios, tomada por irmãos negativos que “pintaram e bordaram” esse tempo todo, não continuará.

É por isso que temos notícias de limpezas e limpezas que já foram feitas — e continuam sendo —, em que irmãos que escolheram viver na ausência da luz estão sendo levados para outros planetas.

Em nossa planeta, apenas quem se afiniza com o bem continuará para viver na Nova Terra. Isso significa que precisamos evoluir, melhorar. Não dá mais para ficar estacionado na zona de conforto, meus amigos! Ou estamos do lado da luz ou não estamos.

E não podemos nos enganar acreditando que ficar no meio do caminho traz alguma vantagem. O Hélio sempre diz que tanto “em cima” quanto “embaixo” o pessoal leva o trabalho muito a sério: estudam, trabalham, fazem aquilo que acreditam.

Agora, quem está no meio do caminho, sem querer saber de nada, achando ainda que esses assuntos não se discutem e que é só para os místicos, são apenas mornos. Não têm lado. Estão boiando na existência.

Concordamos que cada um tem o seu tempo, mas como o Hélio diz: o tempo urge. Não temos a eternidade inteira. E então voltamos com a pergunta crucial: quanto de verdade você é capaz de suportar?

Se pensamos que poderemos passar toda a eternidade no comodismo, alheios ao que acontece neste e nos outros mundos, estamos enganados.

Paz e luz!

Tags:

Sobre o Autor

Lidiane Franqui
Lidiane Franqui

Eu tenho uma missão e quero cumpri-la com amor e paciência. Cada texto ou reflexão minha é parte dessa missão e eu vos convido a fazer parte dela.

2 Comentários

  1. Parabéns, ótimo texto!
    Havia deixado uma reflexão com relação a ele, mas não consegui salvar. Uma hora eu aprendo!☺
    O projeto nova terra exige ainda muito labor, sem dúvida esse trabalho deve ser em grande parte em cada um de nós.

    • Pois é, minha amiga. A Nova Terra é parte do trabalho que cada um de nós faz em si mesmo. Cada um fazendo o que lhe cabe, em breve teremos muitos fazendo. Abraços! <3


Deixe uma resposta