História da Magia: Mitos, Fábulas

História da Magia: Mitos, Fábulas

Saudações, meus caros e caras!

Magia é um tema que tenho muito carinho e, desde que comecei a estudar, decidi buscar mais conhecimento sobre ele. A intenção é resgatar o seu verdadeiro significado, que foi-se perdendo ao longo do tempo e caindo em conceitos falsos e preconceituosos.

Como Israel Regardie disse no seu livro “A Árvore da Vida”: “… a própria palavra Magia se tornou agora sinônimo de tudo o que é desprezível, sendo recebida como algo repulsivo”.

Entendendo a Magia como “ciência exata e absoluta da Natureza e de suas leis”, como disse o ocultista Eliphas Levi, tenho o maior respeito por ela, pela ciência dos antigos Magos. E principalmente, por enxergar a Magia no seu aspecto mental, que está acessível a qualquer um que dedicar estudo, tempo e seriedade para o tema.

De acordo com o livro Magia Elemental, magia vem do persa “magh”, que quer dizer sábio. Dessa palavra, originaram-se outros termos, como magister, magistério e magnum. Basicamente, magia significa “a sabedoria de todo o conhecimento que capacita o homem a desvendar e dominar o Universo, a Natureza e a si próprio“.

A magia também é a aplicação da Consciência e da Vontade sobre todas as formas da Natureza não só físicas, mas todas aquelas que estão fora da esfera de nossos cinco sentidos. Em síntese, é a aplicação da ciência e da vontade sobre as diversas manifestações da vida. Incrível, não é mesmo?

Um coisa interessante sobre magia é que, diferentemente do que pensam na atualidade, antigamente ela não era estudada e praticada pelos ignorantes e marginalizados. Não mesmo! Era uma prática e estudo dos nobres e, apenas quando passou a ser marginalizada pelas religiões, sobretudo pela Igreja Católica, deixou de ser vista como estudo nobre.

Bom, pouco sei sobre o assunto levando em conta toda a vasta bibliografia. E é por isso que trago o tem para este espaço e hoje vamos falar de história. Quem sabe assim conseguimos resgatar um pouco do que foi e do que representou a magia nos tempos dos antigos.

História da Magia: Mitos e Fábulas

De acordo com o livro “História da Magia“, de Eliphas Levi, a magia tem sua origem associada ao episódio da Queda dos Anjos. Ele faz referência ao Livro de Enoch — um livro hebraico que ficou de fora do canon, ou seja, não é reconhecido como escritura sagrada. Por isso, é considerado um escrito apócrifo.

Livro de Enoch

Livro de Enoch

 

Segundo consta no livro, a magia foi transmitida ao homem por anjos rebelados. Sendo a lenda, houve anjos que se deixaram cair do céu para amar as filhas da Terra. Seu chefe era Samyasa e foram duzentos deles que desceram sobre as montanhas de Armon ou Montanha do Juramento.

Eles tomaram esposas com as quais viveram, ensinando-lhes a Magia, os encantamentos e a divisão das raízes e das árvores. Amazarac ensinou todos os segredos dos encantadores. Barkaial foi o mestre dos que observam os astros; Akibeel revelou os signos e Azaradel, o movimento da Lua.

Livro da Penitência de Adão

Outro livro considerado obscuro — e aqui vale a pena destacar que esse conceito se deve ao fato de não fazer parte do canon — que aponta outra origem da Magia é O Livro da Penitência de Adão. De acordo com ele, após matar Abel, Caim foi banido e condenado a vagar pela Terra.

Adão e Eva tiveram outro filho, chamado Set, que retirou-se com sua família para o Oriente e destacou-se como o precursor da Magia Branca, também conhecida como Magia dos Iniciados. Enquanto isso, Caim praticava a Magia Negra na Índia.

Livro de Nod

No lendário Livro de Nod, Caim é visto, inclusive, como o primeiro Mago Negro da História, que foi iniciado por Lilith, a primeira mulher de Adão e que foi também banida do Éden por sua rebeldia. Além de banida, foi amaldiçoada e iniciada na feitiçaria pelo anjo caído Samael — identificado geralmente como a famosa serpente do Paraíso.

História da Magia: Atlântida

Como podemos notar, são bastante fabulosas as teorias antigas da origem da Magia. Mais antigas ainda são as fábulas que situam a origem da Magia na cultura da Civilização Atlante, desaparecida com suas terras e riquezas após terremotos e maremotos que foram considerados castigos por causa do mau auso das Ciências da Magia.

 

Bibliografia consultada:

  1. História da Magia – Eliphas Levi
  2. Magia Elementar – Princípios e Práticas de Elementoterapia – Coleção Michael
  3. A Árvore da Vida (Um estudo sobre Magia) – Israel Regardie 

Sobre o autor | Website

O que eu poderia dizer se não que sou uma estudiosa dos assuntos ocultos? Apaixonada pelo místico, pelo oculto e pelo que há além da materialidade, eu sigo estudando, buscando e tirando os véus que estavam cobrindo meus olhos. Quanto mais estudo, mas percebo que há muito o que aprender. Parafraseando o ilustre Sócrates, quanto mais estudo, mas percebo que nada sei. Espero que com minhas anotações neste blog, eu possa auxiliar quem quer que chegue por aqui.

Entre para nossa lista VIP e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!