Acompanhe nossas atualizações!

Acompanhe nossas atualizações!

Inscreva-se na nossa lista VIP e seja informado sobre novos artigos!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Físico explica porque vivemos em uma realidade virtual

Físico explica porque vivemos em uma realidade virtual

Muitos cientistas e físicos relataram que a realidade em que estamos é uma realidade holográfica simulada. No entanto, não tem havido muita explicação sobre porque estamos em tal realidade e como estamos expandindo nossa consciência estando aqui.

Neste artigo, vamos explorar a visão geral de como uma simulação controlada baseada no medo pode provocar despertares e escolhas diferentes que começam a mudar a natureza da própria realidade.

O físico Tom Campbell estudou com Robert Monroe através de experiências fora do corpo em estados alterados de consciência. O objetivo era explorar a natureza da nossa realidade não física, a fim de aprender mais sobre por que estamos em uma realidade física e como alterá-la.

Ele começou conscientemente a fazer experiências no reino não físico, a fim de entender como a consciência funciona. Ele deduziu que a consciência é primária e a realidade física era um derivativo disso.

Tom é o autor de  My Big Toe, The Theory of Everything, que discutiu que a mente modifica e cria o físico, e não o contrário. Ele então deduziu que a mesma física que explicava a consciência explicava a Mecânica Quântica.

Segundo Tom, a consciência é um computador de informação. Nossos cinco sentidos leem ou interpretam quais são os dados em nossa realidade.

Além disso, se a consciência é um sistema de informação, os sistemas de informação evoluem e crescem baixando sua entropia. Entropia mais baixa é mais ordem e entropia alta é desordem. Com esta explicação, a humanidade deve se esforçar para a baixa entropia, a fim de evoluir esta realidade simulada em algo melhor.

Em uma realidade virtual física, há um limite de velocidade e um pixel de tempo se move através de um pixel de distância. A realidade física tem um conjunto de parâmetros, mas os jogadores são, na verdade, consciência fora da realidade, experimentando a realidade através de um avatar.

Perceber que não nos originamos dentro da realidade física libera nossa consciência para expandir além dos parâmetros dessa realidade. Essa realidade só existe nas mentes dos jogadores.

Nossa intenção pode mudar nossa realidade modificando a probabilidade futura e interpretando os dados de maneira diferente. Não podemos modificar tudo, incluindo as escolhas de livre arbítrio dos outros.

Nós só podemos mover a probabilidade do futuro uma certa quantidade em uma realidade física, mas mudanças maiores podem ocorrer no nível de consciência, fazendo melhores escolhas.

Para evoluir, podemos quebrar os padrões desta realidade atual, introduzindo mais informações que aumentam a ordem. A modificação ocorre cooperando, amando e cuidando uns dos outros versus sendo egocêntrica e temerosa.

Em última análise, se todos tentarem otimizar para todos os outros e todos honrarem o livre arbítrio uns dos outros, nossa realidade mudará instantaneamente.

A realidade em que estivemos existindo foi des-desenvolvida e não sustentável. Foi centrada no medo e na autopreservação, onde o medo se alinhou na hierarquia para controlar o poder através de um pequeno grupo que possui a maior parte dos recursos.

Quando a simulação por computador começa a fazer escolhas mais evoluídas que importam e são dignas de apoio, as unidades de consciência individualizadas entram no sistema e passam a desempenhar os papéis da realidade, porque as escolhas então importam. Isso é o que está acontecendo agora mesmo no sistema, à medida que mais consciência real entra e torna a simulação real.

Mais e mais físicos estão aprendendo essa teoria da realidade virtual e seu propósito. Quando a ciência dominante começa a relatar a verdadeira natureza de nossa realidade, tudo o que nos foi ensinado também terá que mudar.

Isso provará que somos parte de uma consciência conectada maior atuando no físico. Ciência, filosofia, teologia e metafísica entrarão em um único entendimento.

Segundo Tom, essa realidade é um “treinador de redução de entropia” para unidades de individuação da consciência. Temos uma missão ou propósito de estar aqui, e isso é aumentar a qualidade de nossa consciência.

Em outras palavras, evoluir através do crescimento espiritual, e nossa realidade aqui é o caminho mais rápido onde as entidades vão fazer escolhas significativas e importantes que as ajudam a evoluir mais rapidamente.

Nossa missão é ser gentil e cuidar de outras pessoas. Ao fazer isso, nossa vida pode ficar mais feliz e cheia de alegria em meio à ganância e controle que existe na realidade virtual física.

Aqueles que fazem escolhas egocêntricas e temerosas lutarão e estarão cheios de emoções e lutas negativas. Sem medo e ego, começamos a fazer escolhas que nos apóiem, assim como outras pessoas.

Escrito por: Michelle Walling

Tags: | | |

Sobre o Autor

Lidiane Franqui
Lidiane Franqui

Eu tenho uma missão e quero cumpri-la com amor e paciência. Cada texto ou reflexão minha é parte dessa missão e eu vos convido a fazer parte dela.

2 Comentários

  1. Lidiane …. Acho seus textos perfeitos e muito esclarecedores …. Vc consegue deixar o difícil ficar fácil …rs… Parabéns !!!! Sou uma admiradora … Te acompanho sempre ….


Deixe uma resposta