Entenda o que significa o Hexagrama?

Você sabe o que significa o hexagrama? Veja neste artigo o seu simbolismo e descubra por que ele é chamado de Estrela de Seis Pontas.

Entenda o que significa o Hexagrama?

Para você que já se perguntou: “o que significa o hexagrama?” vamos mostrar neste artigo a resposta.

Inicialmente, podemos dizer que é a famosa “Estrela de Seis Pontas”, aquela formada por dois triângulos equiláterios, em que um está com a ponta para cima e outro com a ponta para baixo. Trata-se também de um dos símbolos mais conhecidos do mundo, presente em diversas tradições em todo o mundo.

Para embasar minha pesquisa, consultei o livro “O Dicionário de Símbolos, do Jean Chevalier“. Essa é a principal referência que utilizado aqui no site, dentre outras, para falar sobre símbolos.

Vamos lá saber mais sobre o hexagrama? Continue lendo!

Entenda o que significa o hexagrama

Como já foi dito, o hexagrama é uma figura feita de dois triângulos equiláteros sobrepostos, um com a ponta pra baixo e outro com a ponta pra cima. Essa representação é o que constitui p que chamamos de estrela de seis pontas, que é uma das representações simbólicas mais universais.

Segundo Chevalier, o hexagrama é conhecido no Índia pelo nome de yantra. Entre os hebreus, os cristãos e os mulçumanos, é conhecido como “Selo de Salomão”.

Na filosofia hermética, representa a síntese das forças evolutivas e involutivas, e na tradição hindu vemos neste símbolo a união de Shiva e Shakti, ou seja, a hierofania fundamental. Cabe dizer que hierofania é um termo que vem do grego hieros (ἱερός) = sagrado e faneia (φαίνειν) = manifesto. Em outras palavras, hierofania significa “ato ou manifestação do sagrado”.

Perspectivas psicológicas

Em termos psicológicos – em especial para a escola junguiana, o hexagrama está relacionado com a união dos contrários.

Essa união de contrários simboliza, a “união do mundo pessoal e temporal do eu com o mundo não pessoal e não temporal do não eu” (Aniela Jaffé, em O Homem e seus símbolos). Em outras palavras, simboliza a união da alma com Deus, que é a meta de toda as religiões.

Hexagramas chineses

Os hexagramas chineses são símbolos muito diferentes do que comumente é mostrado como relação à Estrela de seis pontas.

Eles estão reunidos no I-Ching, conhecido como o Livro das Mutações. Inclusive, parece que esse é o único livro que não foi queimado na destruição de livros de filosofia encomendados no século III aC por Qin Shi Huang Di. (Indico a leitura “Soldado Terracota – Queima de livros e o medo do conhecimento“).

Segundo consta no livro de Chevalier, os hexagramas chineses são figuras compostas de seis traços cada um. Esses traços – ou linhas – podem ser contínuos ( ______ ) ou descontínuos ( ___ ___ ) e representam um tao ou princípio universal que rege a ordem.

Se as linhas são contínuas simbolizam o sol, o calor, a atividade, o elemento masculino, o número ímpar, o yang. Se as linhas são descontínuas, simbolizam, ao contrário, o frio, a passividade, o elemento feminino, o número par, o yin.

Os hexagramas são 64, sendo que os dois primeiros são:

  • Um puramente yang, ou seja, formado somente por linhas contínuas, que representam o pai, a força, o sol;
  • E outro puramente yin, ou seja, formado por linhas descontínuas, que são símbolo da mãe, da passividade e da lua.

O restante dos hexagramas são formados por elementos contínuos e descontínuos, sendo na maioria das vezes desiguais.

De acordo com o que sabemos da antiga metafísica chinesa, a ordem universal é constituída pelo equilíbrio de dois princípios elementares – yin e yang – ou mais exatamente por causa de sua mutação.

A composição simbólica dos hexagramas, com a manipulação de cada linha, simbolizando um estado ou tao que governa o universo e os seres, oferece assim os elementos capazes de instituir uma filosofia do universo, uma classificação lógica das coisas, e até mesmo para capturar a essência.

Outras concepções

De acordo com matéria na Revista Super Interessante:

“Na alquimia, esse hexagrama faz referência aos sete planetas, com a inclusão da Lua no topo e o Sol no centro do desenho. No judaísmo, a Estrela de Davi tornou-se mais popular a partir de 1897. Na cor amarela, ela foi usada para identificar os prisioneiros dos campos de concentração durante o nazismo. Mesmo tendo sido um símbolo da perseguição aos judeus, no pós-guerra converteu-se em sinal de honra e orgulho.”

E então, o que você achou do nosso artigo sobre o significado do hexagrama? Deixe seu comentário!

Leia também:


Bibliografia consultada:

O Dicionário dos Símbolos, Jean Chevalier, Alain Gheerbrant

Outras consultas:

Wikipédia PT

Artigo: Qual a simbologia dos diferentes tipos de estrela?

Imagem de capa: Pixabay

Sobre o autor | Website

Estudante de hermetismo e esoterismo, compartilho com você material, referências e reflexões dos meus estudos nessas áreas.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!