Tarô

Arcano Sacerdotisa no Tarô: Interpretação e Significado Esotérico

Arcano Sacerdotisa no Tarô: Interpretação e Significado Esotérico

Nas águas da vida aparecem duas colunas, do templo de Ísis, a branca Jakin e a negra Boaz: cada uma com quatro degraus significando os quatro corpos de pecado (físico, vital, astral e mental), em cima aparece uma Mestra sentada entre duas colunas maiores. Ela está no interior de um templo, está voltada para nós, por isso as colunas estão ao contrário.

O fato de estar sentada indica-nos o seu aspecto “passivo”; no arcano nº. 1, o Mago está parado; aspecto “ativo”. Na lâmina, está mostrando o seu perfil esquerdo, o seu aspecto negativo. No seu regaço um livro meio aberto que cobre metade com o seu manto, indicando que ela é a Sabedoria, ela ensina a Cabala.

Arcano Sarcedotisa

Ísis: Deus do Amor e da Magia. Tornou-se Deusa-Mãe do Egito.

No seu peito a Cruz Ansata, o símbolo da vida, o fundamento, Vênus, a Cruz Tao. A cruz sobre o peito descoberto significa que o seu produto, o leite, são as Virtudes.

A Serpente sobre a fronte indica Mestria; que está levantada. Sobre a sua cabeça, os chifres do Touro Sagrado Ápis, o esposo da Vaca Divina; os chifres simbolizam internamente «O Pai», externamente, o «Eu psicológico» (os nossos
defeitos).

Encontramos também os atributos do Novilho ou Kabir. O círculo é a Serpente que morde a cauda, representa a Mãe Cósmica, a Vaca Sagrada. O véu que cai sobre o seu rosto é o Véu de Ísis.

Significado Esotérico: Arcano Sacerdotisa no Tarô

O arcano nº. 2 é a Sacerdotisa, a Ciência Oculta. No campo do Espírito o Um é o Pai que está em Segredo, o Dois é a Mãe Divina, a qual é o desdobramento do Pai.

O livro sagrado dos Maias, o Popol Vuh, diz que Deus criou o homem de barro e depois de madeira (a Raça Atlante), porém eles esqueceram-se dos seus Pais e Mães, esqueceram-se «do Coração do Céu», logo veio um grande dilúvio e todos pereceram, procuravam refúgio nas cavernas e estas derrubavam-se (refere-se à submersão da Atlântida).

Assim pois, cada um tem o seu Pai e a sua Mãe Divina que são muito sagrados. No Pai e na Mãe Kundalini vemos as duas colunas Jakin e Boaz, as quais são as que sustentam o Templo. A letra hebraica Beth expressa o dualismo das duas colunas do templo: Jakin — a coluna direita de cor branca, o homem, princípio masculino —; e Boaz — a coluna esquerda de cor negra, a mulher, o princípio feminino.

Entre as duas colunas, J. e B., está o Grande Arcano; isto precisamente não o entendem muitos irmãos Maçons. Coloca-se a Pedra Cúbica em estado bruto entre as duas colunas e converte-se na Pedra Cúbica de Yesod já lavrada. Isto não é outra coisa senão o sexo, o Sephirote Jesod; temos de conhecer o Arcano, o Maithuna representado pelo cinzel da inteligência e o martelo da Vontade.

As palavras inefáveis da Deusa Neith foram esculpidas com letras de ouro nos muros resplandecentes do Templo da Sabedoria: «Eu sou aquela que sempre foi, é e será, e nenhum mortal levantou o meu véu.».

O véu simboliza que os segredos da Mãe Natureza estão ocultos para o profano e que somente o iniciado após incessantes purificações e meditações os consegue descobrir. Vós deveis ser valorosos e levantar o véu de Ísis; a nossa divisa Gnóstica é Thelema, (Vontade).

Arcano Papisa

Tarô de Catelin Geoffroy
Lion (França), 1557

O nº. 1, o Pai que está em Segredo, é o Eterno Princípio Masculino, é em si mesmo Brahma, sem forma, impessoal, inefável, podemos simbolizá-lo com o Sol. O nº. 2, a Mãe Divina, é o Eterno Princípio Feminino, podendo simbolizar-se com a Lua.

Brahma não tem forma, é Aquilo, porém, em si mesmo, é o governador do Universo, é Ishvara, Eterno Princípio Masculino, o Princípio Universal de Vida.

O Princípio Universal de Vida desdobra-se no Eterno Princípio Feminino Universal, o qual é o Grande Pralaya do Universo, do Cosmos, Seio Fecundo de onde tudo nasce e aonde tudo retorna. No ser humano, a Mãe Cósmica assume a forma de uma Serpente.

Existem duas serpentes: uma é a Serpente Tentadora do Éden, a da Deusa Kali, o abominável Órgão Kundartiguador; a outra é a Serpente de Bronze, a que curava os Israelitas no deserto; a Serpente Kundalini.

São os dois Princípios Femininos do Universo; a Virgem e a Rameira; a Mãe Divina ou Lua Branca e a Lua Negra, referida como Astarot ou Kali, o aspecto tenebroso.

O arcano nº. 2 é o da Sacerdotisa; no ocultismo diz-se que é a manifestação Dual da Unidade. A Unidade ao desdobrar-se dá origem à Feminilidade Receptora e Produtora em toda a Natureza. É óbvio que dentro do organismo humano está o nº. 2 e este está relacionado com o nº. 1, a Vontade e com o nº. 2, a Imaginação.

Tem de se distinguir entre a imaginação intencional e a imaginação mecânica. É óbvio que a imaginação mecânica é a própria fantasia. A chave de poder encontra-se na união da Vontade e da Imaginação, em vibrante harmonia.

Arcano Sacerdotisa

Tarô Egípcio

Existe uma chave para sair em astral, e esta é rápida: ao despertar do sono normal, mantenham os olhos fechados e sem se mexerem imaginem vivamente qualquer lugar (mas não imaginem que estão a imaginar).

al tem de se traduzir em atos; sintam-se plenamente seguros de estarem no lugar imaginado, unam a Vontade e Imaginação e é lógico que se o lograrem, o resultado será o triunfo. Ponham a imaginação em ação e ponham-se, com fé, a caminhar no lugar que estão a imaginar.

Significados do Arcano Sacerdotisa no Tarô:

  • Sabedoria;
  • Gnose;
  • A casa de Deus e do homem;
  • O Santuário;
  • A lei;
  • A Cabala;
  • A Igreja Oculta;
  • A reflexão.

Refere-se também ao binário, ao princípio feminino, receptivo, materno. Além disso, está simbolicamente associado à mistério, intuição, piedade, paciência e influência saturnina passiva.

Arcano Papisa

Tarô de Marselha (1750)

Arcano Sacerdotisa

Tarô de Oswald Wirth

 

Agora que você conheceu a simbologia e significado do Arcano Sacerdotisa no Tarô,  compartilhe com seus amigos que também se interessam pelo assunto!

 

Bibliografia consultada:

O Caminho Iniciático nos Arcanos do Tarô e da Cabala – Samuel Aun Weor

 

Veja também: 

 

Sobre o autor | Website

O que eu poderia dizer se não que sou uma estudiosa dos assuntos ocultos? Apaixonada pelo místico, pelo oculto e pelo que há além da materialidade, eu sigo estudando, buscando e tirando os véus que estavam cobrindo meus olhos. Quanto mais estudo, mas percebo que há muito o que aprender. Parafraseando o ilustre Sócrates, quanto mais estudo, mas percebo que nada sei. Espero que com minhas anotações neste blog, eu possa auxiliar quem quer que chegue por aqui.

Entre para nossa lista VIP e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!