Tarô

Arcano Mago no Tarô: Qual Simbologia?

Arcano Mago no Tarô
Escrito por Lidiane Franqui

O Mago no Tarô representa o Homem — Vontade, Poder, Espada. O Sephirote Cabalístico correspondente é o “Kether” e a letra hebraica é “Aleph”.

O Axioma transcendente desta carta é: “Sê nas tuas obras, o que és nos teus pensamentos”, e o Elemento de Predição: “Promete o d

omínio dos obstáculos materiais, novas relações sociais, iniciativas favoráveis, o surgimento de amigos fieis que ajudam o desenvolvimento de projetos e amigos ciumentos que obstaculizam”.

O primeiro arcano maior do Tarô é o Mago, um arcano incrível, que representa o Homem, o Poder Equilibrador, o que se começa, o que se inicia, o semeador. Dá aptidão para resolver os problemas. Confere poder, tanto para despertar como para dominar as paixões no mundo físico.

Arcano Mago

O Prestidigitador (Mágico)
Tarô de Marselha (1750)

Mostra propensão para a organização dos elementos naturais e para o domínio das forças em movimento. Dá aptidão para adquirir, dispor, modelar, aplicar.

O arcano nº. 1 é a Unidade, o Princípio da Luz, o Pai, o Mundo como manifestação. O homem como unidade vivente, completa em si mesma, o fundamento da razão de todos os atos, a síntese de tudo, a iniciação nos mistérios e o poder para desfrutá-los e servir-se deles, o poder volitivo.

O arcano nº. 1 dá o triunfo, mas com luta, devido ao Carma.

Vamos ver neste post o que a 1ª carta do Tarô simboliza.

Descrição da Lâmina (Tarô Egípcio)

Vamos agora para a descrição da Lâmina. Os olhos na parte superior da carta faz alusão aos “Olhos do Pai”. Internamente representa o Infinito, o Santo Oito — inclusive, em outros Tarôs, o Santo Oito aparece acima da cabeça do Mago. Representa também o Caduceu de Mercúrio, os 8 Kabires que regem o Planeta.

O Arcano Mago no Tarô está de perfil, do lado direito, indicando com isso que na Manifestação o que importa é o lado direito. Na sua fronte sobressai-lhe a Serpente que, por estar levantada, simboliza o Mestre Autorrealizado.

Na mão esquerda está o Báculo do Poder assinalando o Infinito e representando a medula espinal; a mão direita está apontando para a Terra, indicando que a domina através da ciência e que se deve subir a partir de baixo, uma vez que não se pode subir sem que previamente se tenha descido.

É necessário descer à Nona Esfera, a qual tem duas representações: a primeira é o sexo, a Pedra Cúbica; a segunda são os nove círculos, os Infernos Atômicos onde o iniciado tem de descer. Simboliza descer para subir.

Na sua roupagem aparece um triângulo com o vértice para cima. Ele representa as 3 Forças Primárias reunidas em Kether, o Um. De um lado está uma mesa que representa os 4 elementos (terra, água, fogo e ar), ou seja, o plano físico.

Tarô Cabalístico O Mago

Tarô Egípcio

Sobre a mesa encontram-se vários elementos em desordem: a Espada do poder, o Lingam (órgão sexual masculino); o Cálice, representando o cérebro físico e também o Yoni (órgão sexual feminino); e uma Lua que deve ser transformada em Sol.

Sob a mesa encontram-se a Íbis Imortal, a Ave Fênix, o Cisne Kala-Hansa, o Espírito Santo que simboliza o Amor. Está debaixo da mesa para indicar que é po

r meio de Fogo Sagrado do Terceiro Logos que se deve dar ordem aos elementos desordenados que estão sobre a mesa.

Na parte inferior, nas Águas da Vida, encontramos a Pedra Cúbica, a Pedra Filosofal já lavrada, indicando-nos o trabalho que deve realizar-se; essa é a Pedra Cúbica de Yesod, o sexo, a pedra de tropeço e rocha de escândalo.

Interpretação do Arcano Mago no Tarô

Começaremos por analisar os diferentes aspectos de nossa vida revisando cuidadosamente o que pensamos, o que sentimos, para percebermos que o que fazemos tem uma íntima relação com os elementos infra-humanos que produzem esses pensamentos e esses falsos sentimentos.

Não é possível realizar uma transformação no que fazemos se antes não realizamos uma transformação no que pensamos e no que sentimos. Para mudar nossos pensamentos é necessário mudar nossos sentimentos. Os sentimentos egóicos não são mais que pensamentos refinados pelo Ego.

Conhecemos muitas escolas que nos convidam ou nos ensinam, a mudar nossa forma de pensar, porém não nos têm ensinado a mudar a forma de sentir.

Lembremo-nos que nós, os humanos, atuamos pelo que sentimos, poucas vezes pelo que pensamos, ou seja, uma pessoa pode pensar muito bem de outra do sexo oposto, porém não chega a nenhuma ação se não a sente; uma pessoa pode pensar em matar outra, porém não consuma a ação até que não sinta que deve matá-la.

Arcano Mago

Tarô de Oswald Wirth

Nós podemos pensar muito bem dos ensinamentos gnósticos, termos argumentos muito bonitos em relação à Gnosis, porém não passar daí; no entanto pode haver pessoas que não pensam nada da Gnosis, simplesmente a sentem e, portanto, a vivem.

É necessário mudar a forma de sentir para mudar a forma de pensar e poder organizar a forma de agir. Para mudar a forma de sentir, é necessário dedicarmos nossa vida, nosso tempo, em fazer de nosso coração um altar onde oficia nosso Salomão interior, nosso Arquiteto interior.

Assim como a mente forma em nosso cérebro seu escritório para dali dirigir nossa vida tendo como secretários todos os agregados psicológicos que dali nos governam.

Assim também é necessário que em nosso coração exista um altar onde aquele que oficie seja nosso Espírito e seus secretários, que são a Vontade e a Consciência, nos fazendo magos de nós mesmos e empunhando o Cetro de Poder de nosso Ser que nos dá: Sabedoria, Talento e Genialidade.

Isto nos permite amar a Deus sobre todas as coisas porque não esqueça, querido irmão, que todas as coisas não são mais que mente condensada e nós, cristãos, temos que reduzir todas as coisas à UNIDADE para que a UNIDADE governe todas as coisas: DEUS!(1)

Significado Esotérico

O estudo esotérico do Tarô está dividido em duas partes: a Esotérica e a Matemática. A primeira consta de 22 arcanos, depois avançaremos através das Matemáticas.

O arcano Mago no tarô é o que inicia; o que começa; o Uno é a Unidade, o Espírito Divino de cada pessoa. A Mônada ou chispa imortal de todo o ser humano, de toda a criatura. O Uno é a Mãe de todas as unidades. O Uno desdobra-se em “Dois”, o qual é o arcano seguinte, a Sacerdotisa.Arcano 1 do Tarô

Com o arcano nº. 1 entramos no Santo Regnum da Magia; sobre a cabeça vê-se o Santo Oito representado por dois olhos; é o símbolo do Infinito, representando os 8 Kabires, símbolo da Vida e da Morte.

No centro da Terra, na Nona Esfera encontra-se este sagrado símbolo do Infinito. Sobre este símbolo giram todos os organismos, como o do corpo humano. Dentro daquele que quer autorrealizar-se há sempre uma eterna luta entre “cérebro contra sexo”, “sexo contra cérebro”, “coração contra coração”.

Porém se o sexo domina o cérebro produz-se a queda e o Pentagrama (que representa o Mestre) fica com as duas pontas para cima e o vértice para baixo (Pentagrama Invertido).

O Santo Oito é um símbolo muito importante e interessante; ele encerra, define e enlaça as correntes magnéticas que se estabelecem entre o homem terreno e o espiritual. Tal símbolo une ou separa todos os elementos regidos pela energia atômica se é traçado com os dedos médio, índice e polegar sobre a superfície do plexo cardíaco.

 

Bibliografia consultada:

O Caminho Iniciático nos Arcanos do Tarô e da Cabala – Samuel Aun Weor

 

Veja também: 

Sobre a autora

Lidiane Franqui

O que eu poderia dizer se não que sou uma estudiosa dos assuntos ocultos? Apaixonada pelo místico, pelo oculto e pelo que há além da materialidade, eu sigo estudando, buscando e tirando os véus que estavam cobrindo meus olhos. Quanto mais estudo, mas percebo que há muito o que aprender. Parafraseando o ilustre Sócrates, quanto mais estudo, mas percebo que nada sei. Espero que com minhas anotações neste blog, eu possa auxiliar quem quer que chegue por aqui.

Deixe um comentário