A mente de Deus no Hermetismo

Entende o que é a Mente de Deus no Hermetismo e como funciona o mentalismo. Você vai perceber que, por correspondência, podemos conhecer a Mente de Deus.

A mente de Deus no Hermetismo

Quando estudamos hermetismo, um dos assuntos que mais chamam a atenção é a ideia de que Deus é uma “Grande Mente”. Mais que isso: que tudo o que existe é um grande pensamento na Mente de Deus.

Quando falo tudo, é tudo mesmo! O seu corpo é um pensamento na Grande Mente, o que você vê ao redor também é… esse texto que está lendo neste momento também é um pensamento. Como diz a lei hermética do Mentalismo, tudo é Mental. Mas como entender isso sem recorrer a clichês?

Como entender a Mente de Deus no Hermetismo?

Observe-se por um instante. Pensamentos e sentimentos existem dentro da sua mente. Você só percebe o mundo que o rodeia porque seus sentidos lhes fornecem informações que você experimenta aí, dentro da sua mente.

Prova disso é que se você está inconsciente, você não experimenta nada. E o que podemos deduzir é que tudo o que você experimenta é um pensamento dentro da sua mente. Até seu corpo é um pensamento, pois você só tem consciência dele quando o observa. Mas, você está limitado, por assim dizer, a um corpo físico.

Entretanto, imagine que você não está preso, nem limitado. Você é livre em todos os momentos e lugares. Tudo o que é, tem sido e será, existe como um pensamento dentro da sua mente. Esta é a natureza da Mente de Deus.

Unidade que une tudo o que existe

Nós somos limitados pelo corpo físico. Deus não é. Ele é a grande mente dentro do qual tudo existe. Segundo a visão de Hermes, a Mente de Deus é a “unidade que a tudo une“. Em nós essa mente é a unidade que une todas as nossas experiências. No que se refere ao Todo, a Mente é a unidade que une tudo o que existe.

Nesta Mente reside todos os opostos. Para entender isso vamos olhar para nós, quando em nossa experiência enquanto mente (por correspondência), temos experiências também opostas.

Experimentamos coisas quentes e frias, claras e escuras, boas e ruins. Assim como a Grande Mente Universal, nossa mente contém todos os opostos. Hermes ensina que nossa mente é feita à imagem e semelhança da Grande Mente. Sendo assim, se pudermos nos libertar das limitações impostas por nossos corpos físicos, podemos experimentar a Grande Mente ou, como muitos chamam, a Mente de Deus.

Mas, como fazer isso?

A resposta eu encontrei no livro “The Hermetica: The Lost Wisdon of the Pharaohs“. Segundo o autor, Hermes ensina que é através da apreciação da beleza incrível do cosmos e da compreensão das leis fundamentais pelas quais ele funciona que podemos conhecer a Mente de Deus.

Foi, inclusive, essa visão que disparou a imaginação das grandes mentes da história. Inspirou o nascimento da ciência, encorajou-os a explorar a Mente de Deus, buscando descobrir mais de como o Universo funciona.

Alguns grandes cientistas modernos, como Albert Einstein e Stephen Hawking, descreveram a ciência como uma tentativa de entender a “Mente de Deus”.

“O Todo, no entanto, é uma vida; de modo que o universo é constituído tanto pelas realidades materiais quanto pelas inteligíveis. Mais uma vez, o Cosmos é o primeiro dos seres vivos, enquanto homem é o segundo, logo depois, ainda que seja a primeira das coisas sujeitas à morte. O homem tem o mesmo poder anímico em si como todas as demais coisas vivas; ainda assim ele não somente é bom, mas também mau, e por isso está sujeito à morte.”

Hermes revela ao discípulo Tat como Deus move todas as coisas e purifica os homens.

Conclusão

Diante do exposto, vimos que a filosofia hermética coloca o homem exatamente no centro da sua criação. Para ele ― e Hermes declara isso ―, o “homem é uma maravilha”, pois com sua mente ele é capaz não apenas de entender o Universo, mas também conhecer Deus, o Todo.

Apesar do homem ser um corpo mortal que viverá e morrerá, ele é também uma alma imortal que, através de uma experiência de renascimento espiritual, pode se tornar “Um” com Deus.

Para complementar o estudo deste texto, recomendo que leiam também o texto: “Estudo das Leis Herméticas: Princípio de Mentalismo“. Neste texto você vai ler sobre o Mentalismo em uma perspectiva além do Caibalion, entendendo conceitos como “Logos” e “Nous”.

E então, gostou do texto? Deixe sua opinião nos comentários!

Obra consultada: The Hermetica: The Lost Wisdon of the Pharaohs

Sobre o autor | Website

Estudante de hermetismo e esoterismo, compartilho com você material, referências e reflexões dos meus estudos nessas áreas.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

2 Comentários

  1. Muito obrigado. Tem sido uma ajuda preciosa na compreensão da filosofia hermética.